Artigos
Artigos 19 de June de 2017

Daniel Munduruku no Digaai

No dia 23 de Julho, Daniel Munduruku conferiu palestra no Espaço Digaai para professores de português como língua de herança e educadores em geral sobre a importancia da preservação e transmissão da cultura e língua dos povos indígenas e o paralelo com a situação dos migrantes.

Daniel Munduruku nasceu em Belém, PA, filho do povo indígena Munduruku. Formado em filosofia, com licenciatura em história e psicologia, integrou o programa de pós-graduação em Antropologia Social na USP. Lecionou durante dez anos e atuou como educador social de rua pela Pastoral do Menor de São Paulo. Esteve em vários países da Europa, participando de conferências e ministrando oficinas culturais para crianças. Autor de Histórias de Índio, Coisas de Índio e As Serpentes que Roubaram a Noite, os dois últimos premiados com a menção de livro altamente recomendável pela FNLIJ. Seu livro Meu Voo Apolinário foi escolhido pela Unesco para receber menção honrosa no Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância. Entre outras atividades, participa ativamente de palestras e seminários destacando o papel da cultura indígena na formação da sociedade brasileira. Outros livros do autor: A Caveira Rolante, A Mulher-Lesma e Outras Histórias Indígenas de Assustar, A Palavra do Grande Chefe, A Primeira Estrela que Vejo É a Estrela do Meu Desejo e Outras Histórias Indígenas de Amor, Contos Indígenas Brasileiros, Parece que Foi Ontem e muito mais.

IMPRENSA:
https://www.braziliantimes.com/comunidade-brasileira/2017/07/19/espaco-diagaai-recebe-daniel-munduruku-no-proximo-domingo.html

GALERIA DE FOTOS: